sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Começo da Jornada

Hoje recebi o alforge para a minha bicicleta. Abri o pacote da encomenda como uma criança rasga o embrulho do presente deixada abaixo da árvore de natal. Duas pequenas sacolas a serem acopladas ao bagageiro da magrela feitas em material de ponta, importado da Alemanha. Pensei comigo: "Mais uma mochila"! Muito mais do que isso: era a a última coisa que poderia emperrar o início físico da jornada, agora já estava em minhas mãos. Nada me segura agora. Já comecei a pensar o que eu iria colocar ali dentro... pensando bem, comecei a pensar nisso de novo e me deu vontade de fazê-lo já!
Então volto em 15 minutos...
.....
Do guia do Peregrino:

"Na entrada do refúgio de peregrinos em Grañon, estava uma caixa escandalosamente aberta deixando antever várias moedas e um nota de mil pesetas (atualmente acreditamos existir euros na mesma). Sobre a tampa em um pedaço de papel alguém escrevera em uma perfeita caligrafia: "Peregrino, deja lo que puedas; toma lo que necessites".

Através dessa frase simples e bastante sensível, o escritor anônimo acabava de descrever a profunda diferença que existe entre o Caminho de Santiago de Compostela, de qualquer outro existente no mundo. A hospitalidade e a tradição depositada por milhares de peregrinos através dos séculos, têm feito deste Caminho uma experiência única no mundo."

Um comentário:

michele disse...

Uau!!! Pelo visto Compostela te aguarda!
Belíssima decisão. Tenho certeza que essa experiencia enriquecerá muito sua vida.
Mente berta, bons fluidos... e lembre-se na hora de fazer a mochila: menos é mais!
Prepare-se! Voc será outra pessoa depois...
Ótimas transformações!
:)