domingo, 15 de fevereiro de 2009

Por Um Grau a Menos (One Degree Less)

Como funcionário de uma das empresas associadas ao GBC (Green Building Council) Brasil, acabei acompanhando o nascer desta campanha a um pouco mais de ano atrás. Agora ela já chega com um vídeo ilustrativo e tom de campanha em canais abertos que resolveram apoiar a causa. No site www.onedegreeless.org, é possível ainda ter mais informações. O vídeo é simples mas passa uma mensagem bacana. No site, é possível ver o embasamento científico dessa iniciativa que pretende colocar a cor branca nos telhados urbanos, com o intuito de refletir grande parte da radiação que hoje é absorvida pelas ilhas urbanas. O efeito que hoje naturalmente é conseguido nas capas polares através do gelo (que está derretendo), seria simulado através da pintura nos tetos. Por ser uma iniciativa tão simples e de baixo custo, acho que vale a pena tentar. Segundo os estudos de Hashem Akbari da Lawrence Berkeley National Laboratory, da Califórnia, transformar os tetos normais em "cool roofs" através da aplicação de uma tinta branca com reflexão igual ou superior a 0,6; permitiriam uma redução dos efeitos da incidência solar como a necessidade de refrigeração ambiente, em outras palavras conforto térmico com menor demanda energética.
No site da ODL (One Degree Less) é possível ver várias partes do estudo com citações dos ganhos possíveis (em termos econômicos) através desta simples iniciativa. Não gosto de contabilizar nada sobre o tema, porque se não conseguimos com certeza prever o tempo daqui a uma semana, me parece muito pretensioso acreditar que inicativas como essa resultem em números citados como: "Permanentemente aumentando a reflexão solar de tetos e pavimentos em todo o mundo pode gerar uma compensação equivalente à emissão de 11 bilhões de carros por ano. Isto significa tirar das ruas cerca de 600 milhões de carros por 18 anos.", ou até sejam capazes de diminuir um grau no planeta exatamente. Ainda sou mais partidário da instalação de green roofs (telhados verdes com plantinhas) pelo mundão afora, o que é muito mais natural. Mas como também estamos falando de custos mais altos para tal, uma medida intermediária como pintar de branco tetos planos ou com cores frias tetos inclinados, pode ajudar um dos mecanismos naturais que está desaparecendo com o derretimento da Groenlandia a ser compensado de alguma forma, nem que por inteiro.

Fica a dica então pra você que se não viu vai acabar tendo contato com mais essa nova iniciativa do Green Building Council Brasil para amenizar o efeito climático antrópico sobre planeta. Mais informações em http://www.onedegreeless.org. Assista o vídeo com o título "Correções". Bem bacana.

3 comentários:

Anônimo disse...

Trabalho numa multi alemã e estou começando a formatar este projeto das "hot islands" ou ilhas de calor.
Fornecemos tecnologia para green building.
Estaremos na Ecogerma no transamerica na semana que vem.
Apareça por lá.
Abraço
odair
odair.teixeira@wacker.com

Anônimo disse...

Trabalho numa multi alemã e estou começando a formatar este projeto das "hot islands" ou ilhas de calor.
Fornecemos tecnologia para green building.
Estaremos na Ecogerma no transamerica na semana que vem.
Apareça por lá.
Abraço
odair
odair.teixeira@wacker.com

YESBANANAS disse...

Gostaria de uma peça publicitária com a veiculada na TV mas que fosse para Rádios (mp3). Será que há ? Quem souber por favor me mande o endereço. Desde já obrigado.
yesbananas@ymail.com